Um Novo Olhar

O que eu quero compartilhar com vocês aqui é uma nova forma de ver as coisas. Uma forma de ver o mundo e a vida que nos possibilite transformar aqueles aspectos da nossa realidade que sentimos não funcionar mais.

Muitas pessoas perdem a paciência com quem não se conforma com o status quo, com quem tem a ousadia de questionar, de ao menos imaginar que as coisas poderiam ser diferentes.

Mas pera lá! São pessoas como essas que mudaram o rumo da história, que criaram e inovaram.

Então eu convido você aí do outro lado a olhar para este mundo e enxergar nele o potencial de um mundo mais justo, de relações mais saudáveis e reais. Um mundo em que a prioridade não é o dinheiro, mas as relações. Um mundo onde cada um tem o seu valor porque expressa a sua essência única, e não por causa do que possui, do tipo de trabalho que faz, ou de quantos dígitos tem seu saldo bancário.

Se eu e você conseguimos enxergar esse mundo, ele é possível, e adivinha: ele começa aqui mesmo, agora, dentro de mim e de você!

E ele se fortalece com cada novo par de olhos que se abre para a sua possibilidade. E se torna mais real cada vez que nos unimos para criar um pedacinho palpável e visível dele.

O que é a Casa de Viver?

A Casa de Viver é um lugar onde podemos reconstruir relações, criar, empreender, encontrar apoio. Terá toda a estrutura para que mães, pais, artistas, artesãs e artesãos possam criar, trabalhar, experimentar o que é importante, sem se desconectar da família, sem fragmentar sua essência, em contato com uma comunidade de pessoas que estão criando uma nova forma de organizar a vida, a economia e as relações.

Será um espaço de trabalho compartilhado, mas também de diversão e crescimento compartilhado: com espaços para as crianças brincarem e se desenvolverem livremente, horta, cozinha saudável, mesa para refeições comunitárias, ateliê, sala para aulas de yoga, pilates, meditação, dança… redes para descansar, livros livres, e o que mais imaginarmos!

Deixe Seu Comentário

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta